quinta-feira, 6 de maio de 2010

RISK





RISK

Jogo de Estratégia, Wargames
Fabricante: Hasbro
Lançamento no Brasil: 2008
Tabuleiro de 3-5 jogadores
Site oficial: http://www.hasbro.com/risk/

RISK, WAR e jogos de estratégia

Continuando o assunto sobre brinquedos, personagens, histórias e jogos, essa postagem vai para aqueles que curtem jogos mais complexos de estratégias e de tabuleiros. Finalmente, chegou no Brasil o RISK! O jogo que deu origem ao WAR, mais conhecido e jogado por aqui no Brasil.
Trata-se do mesmo estilo de jogo, com um tabuleiro mostrando o Mapa Mundi dividido em continentes e territórios e peças de plástico de cores diferentes simbolizando os exércitos dos jogadores. A dinâmica do jogo é a mesma, cada jogador começa com um número determinado de áreas ocupadas, ataca nos dados, conquista ou não territórios, remaneja forças e passa a vez pra outro até que alguém cumpra todo seu objetivo. No RISK, o que muda são as regras dos objetivos, o combate dos dados e sobre os territórios, ou seja, muita coisa perante o WAR que possui regras mais simples e pouco dinâmicas. No RISK, os objetivos são 4 prioritários e 4 secundários, sorteados e expostos no tabuleiro para serem conquistados (ao contrário do WAR em que são sorteados como cartas para os jogadores e mantidos em sigilo), e os jogadores têm que completar pelo menos 3 deles e possuir sua capital (cidades e capitais nos territórios, são uma novidade nas regras do RISK). Logo, fica mais difícil coisas do tipo; combinar objetivos entre os jogadores. Os dados também são diferentes e no RISK eles são 5; até 3 para o ataque e até 2 para a defesa, além dos dados extras, ganhos pelos objetivos secundários e outros. O jogo possui ainda 3 formas de jogar: Módulo Básico ou de treino (para menores e iniciantes, acabando assim com a necessidade de se ter um "RISK:Junior" como no WAR:Junior aqui no Brasil), o Sala de Comando (mais completo!) e o Dominação Global (versão total do anterior mas dominando o mundo, indicado para àqueles que insistem, como eu, em jogar apenas com 2 pessoas!).
Agora o público brasileiro consegue perceber que o WAR, a versão copiada do RISK, foi muito mal elaborada, ficando à dever do original norte-americano. A paulistana GROW, fabricante do WAR, lançou o jogo no mercado brasileiro no início dos anos 70 como o primeiro jogo adulto no país (...e talvez isso tudo tenha se dado, por causa da política do governo militar de valorização do produto nacional à época) para competir na área de wargames e jogos de estratégia lançando também pouco depois, outros como o clássico RPG; Dungeons & Dragons, até a continuação melhorada de WAR II e WAR:Deluxe. Durante muito tempo, a GROW foi bem sucedida justamente pela ausência, dentre outros, do clássico RISK por aqui. Lá fora, ao que parece, o RISK possui inúmeras versões diferentes com regras, temas históricos (ex.RISK: Guerras Napoleônicas!), suplementos de jogos, diferentes figuras de plástico/soldadinhos, pacotes de expanção, etc., competindo com outros wargames como o Memoir '44, Tide of Iron e o Axis & Allies. Isto é, o país possui 30 ou mais anos de atraso nessa área de jogos e brinquedos para o público infanto-juvenil e adulto. Uma lástima para nossa indústria que além de não acreditar em nosso potencial, demonstra total desinteresse na área de entretenimento e diversão, perdendo muito em seu comércio de produtos de exportação. O exemplo de vendagem do WAR em seus 35 anos de existência e de várias versões, comemorados recentemente também pela GROW com o lançamento de aniversário WAR:Império Romano, demonstra claramente que o brasileiro gosta e quer consumir sim, jogos inteligentes, divertidos, com preços acessíveis e que esse sucesso se deu em todas as idades, culturas e camadas sociais (muitos sendo inclusive criados e pirateados como o polêmico WAR in RIO).
Bom, agora que já adquiri o meu (comprei alguns acessórios para melhorar seu visual, jogabilidade e pretendo jogar com até 6 pessoas!), é chamar os amigos e diversão garantida! Só espero que no RISK, apesar de ser um jogo de guerra, não venha sair na "porrada" ou ficar de mal (irônico) com nenhum parente ou amigo como ficava nas longas partidas de WAR...

...

O clássico Jogo Risk em suas edições importadas. Algumas incluindo até 360 miniaturas dos militares. De 2 à 6 jogadores. Não lançadas no Brasil:



Risk The Game of Global Domination.



Risk: Édition Napoléon



Risk: The Lord of The Rings The Middle Earth Conquest Game



Risk Star Wars Original Trilogy Edition



Risk Star Wars The Clone Wars Edition



Risk Halo Wars


.....................................................................................


"A SHORT HISTORY OF RISK

About 50 years ago, an award winning French film maker Albert Lamorisse created a revolutionary game he called: La Conquete du Monde - loosely translated. "Conquest of the World." Two years later, in 1959, Parker Brothers published the game we all came to know and love as RISK.
RISK was absolutely unique because it introduced groundbreaking game concepts. It was the first board game to offer non-linear movement - that was crazy thinking back then. Although the rules were simple enough, the strategies required to win the game were not. RISK pushed the envelope and remained unmatched by any other game on the shelf; quickly becoming a phenomenon with millions of copies sold throughout the world.
Since that time, nearly a dozen different variations of RISK have mapped out epic battles in the Star Wars universe, Middle-earth, Narnia, the moon, and various periods in world history. In the game of RISK there are no perfect moves. There are no guarantees. Because everything is at risk!"

Tradução:

UMA BREVE HISTÓRIA DO RISK

Cerca de 50 anos, um premiado cineasta francês Albert Lamorisse criou um jogo revolucionário que ele chamou: La Conquête du Monde - traduzido livremente "Conquest of the World". Dois anos depois, em 1959, a Parker Brothers publicou o jogo que todos vieram a conhecer e amar como RISK.
O RISK foi absolutamente único, porque ele introduziu conceitos inovadores de jogo. Foi o primeiro jogo de tabuleiro a oferecer movimento não-linear - o que era impensável naquela época. Embora as regras eram bastante simples, as estratégias necessárias para vencer o jogo não. RISK empurrou o envelope e continua inigualável por qualquer outro jogo na prateleira, tornando-se rapidamente um fenômeno com milhões de cópias vendidas em todo o mundo.
Desde esse tempo, quase uma dúzia de diferentes variações de RISK têm traçado batalhas épicas no universo de Star Wars, Terra-Média, Nárnia, a lua, e diferentes períodos da história mundial. No jogo RISK não existem movimentos perfeitos. Não há garantias. Porque tudo está em risco/risk!

Fonte Site da Hasbro/Risk: http://www.hasbro.com/risk/default.cfm?page=history:

Outras fontes:
http://www.wizards.com/default.asp?x=ah/aa/welcome
http://jogowarinrio.blogspot.com/
http://www.grow.com.br/
http://www.fantasyflightgames.com/
http://www.daysofwonder.com/memoir44/en/

Nenhum comentário: